Domingo, 16 de Junho de 2024
23°C 30°C
Macau, RN
Publicidade

Governadora apresenta projeto do Porto-Indústria Verde ao vice-presidente Geraldo Alckmin

Também ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Alckmin diz que o Porto Indústria verde vai ao encontro do plano nacional de indústria sustentável

08/05/2024 às 09h55
Por: adrovando Fonte: Governo RN
Compartilhe:
foto: Gabriel Lemes
foto: Gabriel Lemes

A governadora Fátima Bezerra se reuniu com Geraldo Alckmin, vice-presidente da República e ministro de Estado do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, para tratar da parceria público-privada (PPP) para o Porto Indústria Verde a ser instalado no Rio Grande do Norte. No encontro, que se deu em Brasília (DF), os detalhes do projeto do porto foram apresentados ao ministro.

“Já havíamos conversado sobre isso, o projeto está andando, e queríamos muito apresentá-lo, pelo papel que Geraldo Alckmin está desempenhando na condição de ministro, coordenando todo o debate do plano nacional de industrialização”, explica a governadora, acompanhada do secretário adjunto do Desenvolvimento Econômico, Hugo Fonseca.

O Porto-Indústria Verde, que recebe a qualificação de “verde” por lidar com produção de energia limpa, é uma estrutura voltada para energia eólica offshore (no mar) e para a produção de outros produtos ligados às energias renováveis, como o hidrogênio verde (H2V) – podendo dar suporte também aos setores da mineração, do petróleo e gás, da fruticultura, do sal e da pesca. O porto, que já possui um estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental, realizado em parceria com a UFRN, está orçado em R$ 5,6 bilhões. Os estudos apontaram o município de Caiçara do Norte, litoral Norte do estado, como a região que melhor responde aos critérios de área para a instalação desse equipamento no Rio Grande do Norte.

O ministro Geraldo Alckmin destacou a importância do projeto do Porto Indústria Verde pois vem ao encontro do Nova Indústria Brasil (NIB), um plano de ações e investimentos sustentáveis para a neoindustrialização do país para os próximos dez anos, lançado pelo Governo Federal.

“É uma indústria inovadora, uma indústria verde, exportadora e competitiva, e é com grande entusiasmo que recebemos esse projeto, o Rio Grande do Norte é o campeão do vento constante, e nós precisamos agora potencializar toda a cadeia da indústria”, diz o ministro. E acrescenta: “O Porto-Indústria Verde é tudo o que o Brasil precisa. E o mundo vai precisar do Brasil para a descarbonização, para a transição energética”, destacando a necessidade de atrair os investimentos para geração de emprego, renda e desenvolvimento.   

No último 11 de abril, o Governo do Rio Grande do Norte e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) firmaram um acordo de cooperação para que o banco federal atue na contratação e elaboração dos estudos complementares para o projeto do Porto-Indústria Verde. O acordo foi apenas uma parte de um cronograma global de melhoria da infraestrutura estadual, que prevê a implementação de parcerias público-privadas para o Rio Grande do Norte.

O interesse do governo do RN é, através de PPP - Parceria Público-Privada -, atrair investimentos para construção, operação e manutenção do equipamento, desenvolvimento da planta de hidrogênio verde, além de parcerias com outros portos da Europa.

O projeto despertou interesse de investidores estrangeiros e nacionais, possuindo acordos de cooperação e memorandos de entendimento com as principais empresas do setor energético do mundo, como a empresa suíça Terminal Investment Limited (TiL), e a chinesa China Communications Construction Company (CCCC), além do Sebrae, FIERN e órgãos federais.

Lenium - Criar site de notícias