Domingo, 16 de Junho de 2024
23°C 30°C
Macau, RN
Publicidade

Gravuras: artistas da Oficina Rossini Perez apresentam a exposição ‘Odisseia Gráfica’

A mostra é fruto da primeira turma da oficina resgatada pelo Governo do RN, via Fundação José Augusto (FJA), após mais de 30 anos desde que foi desativada

30/05/2024 às 18h16
Por: adrovando Fonte: FUNDAÇÃO JOSÉ AUGUSTO - FJA
Compartilhe:
Gravuras: artistas da Oficina Rossini Perez apresentam a exposição ‘Odisseia Gráfica’

A exposição “Odisseia Gráfica” na Biblioteca Estadual Câmara Cascudo, em Natal (RN), é composta por 20 gravuras, em formato A3, de temas variados, produzidas por artistas potiguares que participam da Oficina Rossini Perez, e inclui trabalhos do professor Erick Lima, que ministra o curso. A entrada é franca e os trabalhos estarão disponíveis para venda.

A ação é viabilizada pelo Governo do RN, por meio da Secretária Extraordinária de Cultura e da Fundação José Augusto (FJA), e homenageia o artista potiguar Rossini Perez, um dos mais importantes gravadores do Brasil, que nasceu em Macaíba, em 1932, e faleceu em 2020, na capital fluminense, onde era radicado. A iniciativa de resgatar a importante oficina partiu da coordenação das Casas de Cultura Popular, visto que as impressões por meio de uma das técnicas mais conhecidas, que é a xilogravura (com base de madeira), é bastante utilizada para ilustrar a literatura de cordel.

“Odisseia Gráfica” traz um belo apanhado que resume o resultado da primeira turma da nova fase da Oficina Rossini Perez, resgatada após mais de 30 anos em que esteve desativada, quando era ministrada por Aucides Sales, até o final dos anos 80. “Iniciamos esta oficina no segundo semestre de 2023, com quinze artistas, sendo que nove concluíram”, disse o Erick. Compõem a turma de concluintes: Bia Alecrim, Cowmila, Eliane Melo, Goreti Santos, Guajiru Silva, JanaWan, Mikaelly Fernandes, Saulo Daniel e Socorro Araújo.

Para Erick Lima, resgatar essa oficina é oferecer uma nova perspectiva a artistas já atuantes, que passam a trabalhar com novas técnicas. As aulas da Oficina Rossini Perez são ministradas às terças e quintas, nas dependências da Gráfica Manimbu, anexa à sede da FJA. Foram trabalhadas as técnicas xilogravura em madeira, linóleo em borracha, monotipia, além de técnicas alternativas como isogravura (com uso de isopor) e carimbo com borracha, ambas ideais para ambiente escolar, e botânica por adição com folhas e flores.

A turma é fruto de um processo seletivo, via edital, publicado pela FJA. Para participar, não era preciso ter intimidade ou experiência com arte, de modo que foi um grupo bem heterogêneo que incluiu educadoras, que já têm colocado seus novos conhecimentos em sala de aula, bem como artistas que atuam como economia criativa, que usam as gravuras para estampar sacolas e peças de vestuário. E ainda desenhistas de quadrinhos e de outras formas de expressão artística, que agora utilizam as técnicas de gravura para expandir sua forma de atuação.

SERVIÇO: Odisseia Gráfica | Mostra de Encerramento da Oficina Rossini Perez.

Entra franca na Biblioteca Estadual Câmara Cascudo (BECC) – Rua Potengi, 535. Petrópolis. Natal (RN).

Lenium - Criar site de notícias